O mercado de Bitcoin em bolívares através do mercado LocalBitcoin levou a Venezuela a superar por primeira vez o destaque de 1,5 milhões de dólares em operações registradas durante uma semana, a julgar por as cifras reportadas ao final do mês de julho por meio do portal Coin Dance.

A finais do passado mês de junho, se conseguiu quebrar por primeira vez a barreira do milhão de dólares neste âmbito, tomando em conta que se trata de um dos mercados mais concorridos para a compra/venda de bitcoins entre os venezuelanos. O salto de 50% reportado em menos de seis semanas, desde o recorde anterior, parece impulsionado por a crescente adoção da principal criptomoeda do ecossistema. Também por a necessidade de muitos venezuelanos de aceder, através de distintos mecanismos, a posições em moeda estrangeira ou valores intercambiáveis com os quais protegerem seus recursos ante a forte desvalorização da moeda local.

BTC-localbitcoin-bolivar-volumeO salto de operações em Bitcoin em Venezuela até o final do mês de julho (Coin Dance)

De acordo com o indicador lançado por a medição das operações em LocalBitcoin para Venezuela, entre o 29 de julho e o passado  5 de agosto se registou uma demanda por bitcoins equivalente a mais de 16,94 bilhões de bolívares. Á taxa do mercado de câmbio não oficial, esta cifra supera a marca de 1,5 milhões de dólares nestes momentos.

Vale ressaltar, no entanto, que este dado no nível de casa de câmbio também depende das distorções que reflexa o pouco transparente mercado negro do dólar no país. Nos últimos dias, durante a semana atual, o preço do dólar nas ruas de Venezuela reflexou uma rápida contração de mais de 50%. Isto se explica em parte, como uma correção do valor estimado trás sua ascensão a níveis sem precedentes na semana passada, que pode guardar um efeito psicológico que tenha impulsionado á compra de bitcoins como mecanismo de proteção de valor.

Medido em BTC, o pico de demanda registado até o momento alcança um total de 425 unidades, o qual não é o máximo histórico em aquisições desta criptomoeda no mercado venezuelano. Coin Dance reporta que na primeira semana de abril se registaram compras por 736 bitcoins em Venezuela através de LocalBitcoin, como máximo recente.

No âmbito regional, Venezuela segue sendo um mercado relevante, ao considerar o comportamento da demanda para o resto dos países da região, em que cada dia aumenta o volume de transações. Atualmente, a demanda em Brasil atravessa uma importante contração desde máximos registados no mês de maio, enquanto que as operações registadas em Argentina sustentam melhor seu nível.

Chile, por sua vez, mostra uma curva crescente de adoção reflexada em operações em ascensão com leves retrocessos nas semanas recentes. Da mesma forma, países como Colômbia, Dominicana, México e Peru também tendem a uma maior sustentabilidade e potencial de crescimento em quanto à demanda de Bitcoin.

 

Traduzido de: CriptoNoticias