O fabricante de componentes e equipamentos eletrônicos, ASUS, publicou ontem um comunicado de imprensa descrevendo as características e imagens que terão a sua nova placa-mãe especializada para mineração de criptomoedas, a B250 Expert Mining Motherboard. Entre as suas propriedades mais destacadas se conta que possui portos para 19 placas de vídeo (GPU).

Esta nova placa-mãe terá um valor de 130$, tal e como tem sido anunciado, além da quantidade de portos que presentará, terá outras 4 caraterísticas focadas para a mineração: três portos independentes para as fontes de poder, detenção automática do estado das GPU ligadas, um BIOS otimizado para á mineração e 19 capacitores sólidos para estabilizar a tensão.

Com essas caraterísticas não será necessária à compra de acessórios para sincronizar as fontes de poder (porque cada grupo de GPU estará conectado a uma fonte de energia). Ademais se poderá observar como vá à conexão das placas ao momento de montar o equipamento de mineração; o BIOS informará (sem a inicialização do sistema operativo) se houver um erro com as placas ou com os capacitores para estabilizar a tensão de cada placa, desta maneira se poderá obter o melhor rendimento de cada uma.

Entre as características gerais, para qualquer placa-mãe, tem um chipset B250 com um Socket LGA 1151 que lhe permitirá suportar processadores Intel de sexta até sétima geração; suportará até 32 GB de memoria RAM DDR4 em canal duplo com frequências de 2400 MHz e possuirá um DIGI+VRM de 6 fases para gerar uma estabilidade ótima do CPU. Aparte destas propriedades, terá uma boa quantidade de portos de conexão SATAIII para os discos duros, USB 3.0 e 2.0, de rede, HDMI e de áudio.

 

B250-Mining-ASUS-Expert-Motherboard_7-740x416

A característica mais importante é que até ao momento os drives desenvolvidos por AMD e Nvidia só permitem um máximo de 8 GPUs ligados em uma mesma placa-mãe. De acordo a isto, se fosse vendido o dia de manhã só poderiam usar 16 placas de vídeos sendo 8 placas de AMD e 8 de Nvidia. No mesmo anúncio dizem que para finais de 2017, AMD lançará um novo driver que permitirá a conexão de até 19 GPU por placa-mãe, para poder tirar-lhe o máximo proveito ao componente.

Este movimento de ASUS, vai de mãos dadas com sua visão atual para o mercado de mineração de criptomoedas, que tem apostado desde que lançou seus GPUs para mineração Asus Mining-P106-6G e Mining-RX470-4G. Inclusive, segue inovando na área, ao desenvolver esta placa-mãe, que inclusive com 16 portos atualmente funcionais, estaria superando a placa-mãe Biostar TB250-BTC PRO de 12 ranhuras e a de Asrock H110 Pro BTC+ de 13 ranhuras. Os primeiros equipamentos (amostra) chegarão ao mercado este 22 de agosto, bem como o começo de sua produção massiva.

 

 

Traduzido de: CriptoNoticias