A American Cancer Society (ACS), uma organização sem fins de lucro comprometida  com o financiamento de investigações sobre o câncer, agora está aceitando doações em bitcoin por meio do BitPay.

“O câncer afeta ás pessoas em todos os âmbitos da vida, por isso não é surpreendente que recebamos apoio de uma grande amostra de doadores”, disse o executivo da ACS, Brant Woodward, a um meio de comunicação. “Nossa missão é urgente e, para cumpri-la, precisamos envolver aos doadores, sem importar onde eles estejam”.

Fundada em 2011 como uma solução de pagamento para bitcoin, a BitPay diz que já gerenciou mais de USD 50 milhões de doações desde 2017, com parceiros como a Fundação Tony Hawks e a Cruz Vermelha Americana.

Ao longo desse mesmo período, de acordo com as estatísticas do BitPay, a média de doações em criptomoedas foi de cerca de USD 10.000. Por sua vez, o BitPay processa as doações a uma taxa fixa de 1% de comissão, o qual o doador também pode cobrir, se o deseja, assim.

Ao trabalhar de maneira semelhante às doações de valores mobiliários, as doações com criptomoedas têm reconhecimento para fins fiscais, tal como foi anunciado durante a entrega desse ano da Giving Tuesday.

“Ao aceitar doações com bitcoin, instituições de caridade como a ACS atraem novos doadores sem a necessidade de mantê-los”, disse Stephen Pair, CEO da BitPay. “O BitPay verifica os fundos e aceita os bitcoins para o benefício da organização e liquida a transação em dólares ou na moeda fiduciária preferida”.

A ACS depende em sua maior parte de arrecadação de fundos comunitários, particularmente com a participação de pessoas com idades entre os quarenta ou cinquenta anos, comentou Woodward a um meio de comunicação.  Já que as criptomoedas como o bitcoin são uma tecnologia financeira emergente, a ACS espera que ao trabalhar junto com o BitPay atraiam as doações de pessoas mais jovens para sua causa.

“A realidade é que cada vez mais pessoas estão utilizando as criptomoedas” disse Woodward. “Isso nos permite ser relevantes com doações mais jovens e prover reduções nas fricções, dando assim oportunidades para que eles e nós nos encontremos onde quer que estejam”.

 

Versão traduzida do artigo de William Foxley, publicado em Coindesk
Imagem destacada por Антон Медведев / stock.adobe.com
Traduzido de: CriptoNoticias