A Universidade de Nova Gales do Sul (UNSW, por as siglas em inglês de University of New South Wales), uma das mais importantes de Austrália, lançou uma prova do primer programa de compensação por lealdade com ethers chamado “Recompensa Unificada” (Unify Rewards), dirigido a estudantes que comprem no campus.

A informação se deu a conhecer através do blog oficial do programa, o qual foi lançado este mês.  O programa oferece aos estudantes uma oportunidade de gerar rendas com ethers, a criptomoeda de Ethereum, tão só comprando aos comerciantes participantes do campus universitário e digitalizando seu cartão de estudante.

Com o programa de recompensas, os estudantes e os funcionários poderão ganhar até cinco dólares em ether por cada dez transações que realizem em doze das lojas participantes na universidade. Coisa que não será muito difícil, pois o campus universitário conta com uma boa variedade de locais  tais como supermercado, ginásio, bares, bancos, restaurantes, duas bibliotecas, agencia de viagens, loja de roupas, livraria, clínica oftalmológica, farmácias e mais comércios.

Igualmente, ademais de querer beneficiar aos estudantes, e inclusive aos comerciantes, a universidade- junto á companhia LoyaltyX – procura estudar e determinar como respondem os membros ou participantes ao uso deste tipo de moeda com o programa de lealdade; em contraposição ás abordagens tradicionais como os pontos. Ambas as coisas servem como motivo do surgimento da prova e o programa. Ao respeito do que aportam as criptomoedas ao sistema de lucro por lealdade em geral, se acrescenta no comunicado:

Os consumidores parecem perceber que certos programas de lealdade têm desvalorizado os saldos de pontos ao longo do tempo para aumentar seus lucros. A criptomoeda pode servir para democratizar o projeto do programa, já que o valor de ela está sujeito ás forças do mercado de oferta e demanda à medida que o programa se torna mais popular.

Universidade de Nova Gales

Paralelamente, uma investigação com a prova do mencionado programa estará a cargo dos professores Salil Kanhere e Ron van der Meyden da Faculdade de Ciência de Computação e Engenharia da UNSW e o Dr. Eric Lim, Escola de Sistemas de Informação.

Somado a isto, a plataforma utilizará infraestrutura de LoyaltyX, uma companhia FinTech focalizada em fornecer soluções a organizações e empresas, e os scanners Honeywell. Já os registos não estão disponíveis já que estavam limitados a tão só 500 membros, e o programa está correndo oficialmente, por o que a universidade estará publicando os avanços da investigação através da pagina oficial do programa. A prova tem pautado finalizar até o 20 de novembro deste ano, mas a data poderia variar.

Por outra parte, embora seja o primeiro em sua classe, esta não é a única ocasião que uma universidade tem aventurado no terreno blockchain e criptomoedas. Por exemplo, a Universidade Simon Fraser de Canadá aceita pagamentos em bitcoins na livraria do campus, e outra universidade em Suíça aceita bitcoins como forma de pagamento.

 

Traduzido de: CriptoNoticias