Desde meados de janeiro, se tem relatado o crescimento continuo da rede principal (mainnet) de Lightning Network (LN). Esta rede, ainda em fase de teste, está projetada para funcionar como uma segunda camada sobre a blockchain de Bitcoin e manejar os micropagamentos da mesma.

Ademais, é uma das soluções de escabilidade mais esperada por os participantes do ecossistema Bitcoin, já que permitirá realizar desde pagamentos pequenos e com comissões muito baixas em questão de segundos.  No entanto, por estarem atualmente em fase de testes, seus usuários podem perder bitcoins reais.

De acordo com os portais web de exploradores e de estadísticas de Lightning Network, atualmente se encontram funcionando cerca de 69 nós, servidores que suportam sua rede principal. Entre esses nós se têm formado aproximadamente 135 canais de pagamentos, que em total estão mobilizando cerca de 1.354 bitcoins na escala de unidades de satoshis em cada transferência e com comissões em uma porcentagem de acordo ao mobilizado em cada pagamento. Essas comissões estão em menos de 1 centavo de dólar americano cada uma.

mainnet-lightning-explorador-rede
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

mainnet-lightning-explorador-rede
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Estado atual de nós e canais de pagamento de Lightning Network. Fonte: https://lnmainnet.gaben.win/

Para fazer um contraste, atualmente as comissões da rede Bitcoin para uma transação de tamanho médio que se confirme em aproximadamente 20 minutos estão ao redor de 21 dólares cada uma, de acordo com o portal estimatefee.com.

Desde o início do ano passado, a rede de testes (testnet) de Lightning tem estado funcionado e atualmente possui mais de 967 nós e 3.232 canais de pagamento; o qual poderia ser um indicativo do trabalho que tem estado realizando para desenvolver esta tecnologia. Por estas razões, vários desenvolvedores e empresas têm decidido passar á mainnet de LN, sem importar que ainda seja um produto instável e com erros que poderia gerar perdas de bitcoins a seus usuários.

ADOÇÃO EMPRESARIAL DE LIGHTNING NETWORK

Recentemente, várias empresas, como TorGuard (privacidade online), Bitrefill (recargas móveis) e Y’alls (escritura de artigos) realizaram micropagamentos de bitcoin com a mainnet de LN, em ordens de menos de 1 dólar cada uma. Com o lançamento da última implementação desenvolvida por Blockstream, denominada c-lightning e uma webstore para testá-la, provavelmente se têm promovido ainda mais o uso da mainnet de LN.

Este movimento por parte de Blockstream tem gerado um pouco de desavença com outra equipe de desenvolvimento de LN, Ligntning Labs, algo que se pôde detectar quando sua co-fundadora Elizabeth Stark o questionou no Twitter, devido ao fato de que os usuários podem perder fundos.

 

Apesar das diferentes posições sobre o uso da rede principal de LN, cada usuário deve estar ciente que atualmente não é um produto terminado e poderia perder seus fundos, se decide usá-la.  Por outro lado, isto demostra o perto que se está tornando esta tecnologia de ter um uso massivo, a qual persegue aumentar a escalabilidade da plataforma Bitcoin e permitir coisas tão simples como um café.

Além disso, o fato de que os usuários se atrevam a utilizar o LN, sem importar que esteja em fase de teste e os riscos que implica, é indicativo do desespero entre os usuários por encontrar uma solução á atual congestão e as altas comissões na plataforma Bitcoin.

 

Traduzido de: CriptoNoticias.