A ferramenta da plataforma de intercâmbios p2p BitTorrent conhecida como JoyStream, anunciou recentemente o lançamento de uma atualização que facilitará a possibilidade de realizar e receber pagamentos pelo conteúdo carregado e baixado através deste cliente.

JoyStream tem publicado um comunicado explicando cada uma das melhoras nas que tem trabalhado para seu cliente de BitTorrent. As mesmas estão focadas em fornecer a seus usuários uma experiência mais agradável por meio de otimizações a sua interface, permitindo-lhe desenvolver-se com facilidade através da mesma; um fator importante, em especial quando se fala da possibilidade de oferecer e pagar serviços ligados ao carregamento e descarregamento de conteúdo.

Em CriptoNoticias, tivemos a oportunidade de contatar a Bedeho Mender, fundador de JoyStream, quem nós falou um pouco deste projeto e suas caraterísticas.

Eu descreveria isso como uma versão de BitTorrent [falando sobre JoyStream] que permite que quem faça download de conteúdo, pagar por uma velocidade de descarregamento  mais rápida ao provedor. Essa é a maneira mais simples de explicar o que estamos construindo agora, porém isso só parte de uma missão maior.

Bedeho Mender

Fundador, JoyStream

O QUE É JOYSTREAM E COMO FUNCIONA?

De acordo como o descreveu seu fundador, este cliente usa uma versão modificada do protocolo de BitTorrent para fornecer aos seeders (quem carregam conteúdo) recompensas em micropagamentos para estimular um serviço mais ótimo.

O JoyStream é um DApp (Aplicativo descentralizado) originalmente programado em linguagem C ++ e projetado para trabalhar na blockchain de Bitcoin, mas pelo o momento ainda estão sendo testado em uma de seus testnet (red de teste). O qual não afeta sua operabilidade em quanto ao carregamento e descarregamento de conteúdo, mas sim em termos de pagamentos.

Enquanto permanece no testnet, se utilizarão criptoativos de teste que oferece gratuitamente JoyStream para avaliar seu funcionamento. Mas, logo que o cliente se encontre totalmente operativo na mainnet (rede principal) de Bitcoin, os pagamentos serão feitos em criptomoedas.

Para poder tirar proveito a esta ferramenta, o seeder necessita poder oferecer uma largura de banda maior ao padrão, e assim permitir a quem descarrega o conteúdo faze-lo em menor tempo possível. Ou seja, é preciso uma boa conexão a Internet e um equipamento em boas condições para fornecer um bom rendimento para este fim.

Os micropagamentos já mencionados se fazem conforme vai avançando o descarregamento, e não ao princípio nem ao final. Ademais, quem faça o descarregamento pode selecionar a vários seeders simultaneamente; por o que a remuneração recebida por cada um irá de acordo á velocidade com a que este permita ao usuário baixar o conteúdo.

Estes pagamentos são feitos e recebidos por meio de uma carteira incluída na plataforma, cujos fundos poderão ser extraídos a uma carteira externa quando o usuário assim o requeira. Até agora não se tem estabelecido o tipo de pagamentos que se aplicará em JoyStream, mas Mender nos comentou que seria em bitcoin ou algumas de suas bifurcações (Litecoin, Dogecoin, Bitcoin Cash, etc). O uso de ShapeShift também esta sendo considerada entre as opções.

Graças a sua mais recente atualização, é agora mais simples tanto realizar um descarregamento pago em JoyStream , como carregar arquivos com a intenção de oferecer este serviço. Para descarregar conteúdo, o usuário agora pode saber se ao momento está disponível a opção de download rápido através de uma barra de ferramentas bastante simples de utilizar. Por outro lado, para descarregar conteúdo se tem habilitado uma guia na aplicação com a idéia de ajudar ao usuário passo a passo nesta tarefa.

Imagem-Barra-JoyStream-Interface
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Imagem-Barra-JoyStream-Interface
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Nova imagem da interface de JoyStream e sua nova barra de ferramentas. Cortesia de JoyStream

PLANOS A FUTURO DE JOYSTREAM

Para Mender, o mais importante neste momento é a preparação do cliente para seu lançamento na mainnet, mas logo que este objetivo seja atingido, poderão trabalhar em alcançar e estabelecer novos objetivos para o projeto. Algumas das possíveis melhoras a futuro poderiam envolver o uso da Lightning Network, ferramenta de canais de pagamento que a aceleraria enormemente os intercâmbios monetários.

Em quanto á instauração de uma criptomoeda nativa e á realização de uma ICO (Oferta Inicial de Moedas de acordo com o acrônimo em inglês) em JoyStream, esta é uma possibilidade que não tem estudado até agora, mas pudesse ser analisada no futuro. Mender disse o seguinte ao respeito:

Eu acho que é um método razoável [as ICO]. Suponho que o consideraremos num futuro. Agora estamos realmente ansiosos para alcançar que a aplicação seja o suficientemente madura para lançá-la na rede principal, com dinheiro real, e uma carteira em vivo. Logo de isso, consideraremos nossas opções.

Bedeho Mender

Fundador, JoyStream

Traduzido de: CriptoNoticias