O presidente do Banco Central de Brasil, Ilan Goldfajn, tem modificado sua postura em frente ao bitcoin nos últimos quatro meses. Depois de qualificar ao bitcoin de “bolha” e “pirâmide”, em dezembro passado, hoje disse durante sua intervenção num evento da Federação Brasileira de Bancos, que o bitcoin é um ativo de risco com uma tecnologia inovadora.

A posição de Goldfajn continua sendo crítica em frente às criptomoedas. No entanto, sua forma de referir-se a esta nova tecnologia é mais positiva que há alguns meses. Estas palavras podem ter um peso importante na opinião das demais entidades, devido ao papel que desempenha o Banco Central no sistema financeiro brasileiro.

Embora ele assegura que os ativos digitais não são moedas e que é arriscado investir neles porque não são respaldados por nenhum banco central, se mostrou muito entusiasta com respeito à tecnologia blockchain.

O Bitcoin tem uma tecnologia por trás dele, a blockchain, que tem sido um êxito. É uma inovação que deve ser incentivada.

Ilan Goldfajn

Presidente, Banco Central de Brasil

No passado mês de dezembro Goldfajn advertiu aos brasileiros sobre os riscos deste tipo de investimento e lhes aconselhou não hipotecar sua casa para comprar criptoativos. “É a típica bolha, a típica pirâmide, que em algum momento vai deixar de subir e vai voltar a baixar”.

Logo, para os últimos dias do ano anterior, o preço de bitcoin começou a descer até perder mais da metade de seu valor, ainda que durante as últimas semanas tem começado a apreciar-se novamente. Justamente no meio desse ressurgir do mercado de criptomoedas surge esse discurso ainda crítico, mas suavizado, para estes ativos virtuais, por parte da autoridade financeira.

Ademais, Goldfajn se referiu em termos elogiosos às empresa FinTech, às que atribui um “papel fundamental para gerar mudanças” e assinalou que a instituição que preside está focada em incentivar este tipo de iniciativas.

É possível que esta mudança de atitude do presidente do Banco Central se reflita em ações positivas quanto ao status legal das criptomoedas, ainda que não têm tido resoluções oficiais ao respeito. É importante lembrar que no final do ano passado esta instituição emitiu uma forte alerta contra o investimento neste tipo de ativos.

 

Imagen destacada de promesaartstudio / stock.adobe.com

Traduzido de: CriptoNoticias