Banco Privado de Eslovênia permitirá comprar cupões de bitcoins em caixas eletrônicas

O dia de hoje um pequeno banco privado de Eslovênia, LON d.d, habilitou o serviço de compra de cupões de bitcoins da empresa BitIns Ltd. em suas caixas eletrônicas.

Na manhã de hoje, o presidente do conselho gerencial do banco LON, Dr. Jaka Vadnajal, foi o primeiro usuário que realizou a compra de um cupão de bitcoin através de um das caixas eletrônicas tradicionais de seu banco, no lobby do edifício LON Business localizado na zona de Žanova ulica 3, na cidade de Kranj, Eslovênia.  A partir de hoje dito banco habilita a venda de copões de bitcoin da empresa BitIns Ltd em todas as caixas eletrônicas espalhadas  no país, sendo com eles um dos primeiros bancos que habilita a venda de bitcoin, assim seja em formato de cupões.

De acordo aos anúncios do banco, o processo para comprar em suas caixas é simples, onde com só aproximar-se a uma de suas maquinas se podem comprar cupões de bitcoin ou Ethereum por 20, 50, 100 ou até 200 euros, com dinheiro ou cartão de débito ou crédito, cobrando um 4% de comissão; uma vez realizada a compra a caixa lhe imprimirá o código do cupão que têm que copiar na pagina web de Bitins, adicionam seu endereço de carteira, lhe dão a trocar e se passam os fundos em criptomoedas ao usuário que o realizou.

Convém destacar, que os cupões de bitcoins da empresa Bitins são oferecidos há já um ano em mais de 320 estações de gasolina em Eslovênia, mesmo assim, este evento atraiu bastante imprensa nacional e se tem tornado popular nas redes sócias, já que mostra aproximação da banca ás criptomoedas, intenções que se podem confirmar com as declarações do presidente do banco.

LON é uma instituição bancária tecnologicamente avançada e dirigida ao futuro, que monitora as tendências globais em finanças, bancos, sistemas monetários e gestão de ações.  Nós não podemos negar a existência das criptomoedas, já que estão consistentemente mais presentes em nosso dia a dia. Por tanto, nosso objetivo é oferecer a nossos clientes a opção de compra (de bitcoins), embora a decisão e responsabilidade sobre isto ficasse em eles.

Dr. Jaka Vadnjal

Presidente, LON d.d.

Apesar da conhecida relação complicada que possuem os bancos tradicionais com as criptomoedas, este é uma mostra mais de como os bancos não podem ignorar o avanço continuo dos criptoativos e estão implementando-o pouco a pouco em sua oferta de serviços.

De fato, um estudo da Universidade de Cambridge assinala que o que mais procuram os bancos centrais ao executar provas com a tecnologia blockchain é poder emitir suas próprias criptomoedas. Da mesma forma, isto é algo que está motivando o Banco de Pagamentos Internacionais, organismo ao que estão associados uma importante quantidade de bancos centrais e que emitiu um estudo durante a semana passada no que pretende entusiasmar a estas grandes instituições financeiras a emitir suas criptomoedas e estudar a tecnologia blockchain.

Além disso, Estónia, país que faz fronteira com a Eslovênia, assegurou também querer emitir sua própria criptomoeda, o que poderia estar influindo diretamente pois ambos são países balcânicos e com culturas e histórias em comum.

Traduzido de: CriptoNoticias