A casa de câmbio SurBTC anunciou sua postura e as medidas que executarão de cara á bifurcação correspondente a SegWit2x na rede Bitcoin, que ocorrerá o próximo mês de novembro.

De acordo com a publicação intitulada “Nossa postura respeito ao hard fork de Segwit2x” e assinada pelo engenheiro de software e co-fundador da empresa, Agustin Feuerhake, esta casa de câmbio sul-americana indicou em primeira instância que, apesar de que eles haviam apoiado esta iniciativa de ativar SegWit na rede Bitcoin e posteriormente aumentar o tamanho dos blocos a 2MB, tem retirado seu apoio á mesma.

Desde um ponto de vista técnico, sempre nos tem gostado  SegWit e vemos que um pequeno (2x) incremento no tamanho do bloco é uma boa ideia, dado que ajudaria a diminuir a pressão, diminuiria as tarifas e daria algo de tempo para soluções de escalonamento mais definitivas como a Lightning Network se desenvolvam. Por isso é que assinamos.

Agustin Feuerhake

Co-fundador, SurBTC

Não obstante, em vista de que os desenvolvedores de Bitcoin Core não avalizam esta mudança e porque além querem velar por o interesse dos usuários latino-americanos que estão em contra de um hard fork “conflituoso”, que são cada vez mais os que tomam esta posição, eles tem retirado seu apoio a SegWit2x. “Não acreditamos em forçar ao equipamento a que implementem uma mudança que eles não sentem que seja prudente”, indicaram.

Adicionalmente, destaca que seu apoio para ampliar o espaço de blocos na blockchain por a demanda dos usuários,  observam com forte receio a falta de apoio por parte do projeto core. “Não temos visto esse apoio e não nos gosta para nada o que atualmente vemos no repositório btc1 em quanto à colaboração open source”, explicou.

Finalmente, na publicação do SurBTC se indicou que de ocorrer a bifurcação em Bitcoin por Segwit2x, seus usuários poderão retirar as criptomoedas correspondentes a cada cadeia que surja, mas não asseguraram que darão apoio a ambos de forma imediata. No entanto, enfatizaram que continuarão suportando BTC e que num futuro poderiam dar suporte á nova criptomoeda.

Dito o anterior, se um hard fork conflituoso efetivamente ocorre, SurBTC poderia eventualmente listar ambos ativos digitais, mas ao menos de seguro permitirá a seus usuários retirar ditos ativos. Por razões práticas, continuaremos listando BTC e incorporaremos B2X (com os nomes que tomem força na indústria) depois.

Agustin Feuerhake, SurBTC

À medida que se aproxima a data de ativação de SegWit2x a quantidade de pronunciamento de casas de câmbio e carteiras irá em ascensão sem dúvida nenhuma. Xapo, Coinbase, Bitfinex se contam entre os que já têm feito públicas suas posições e medidas em relação ao hard fork de Bitcoin em novembro. Esta atualização está perdendo apoio, até o grupo mineiro F2Pool se tem pronunciado ao respeito e na rede social Twitter várias figuras do ecossistema tem manifestado sua rejeição colocando em seu nome “NO2X”.

 

Traduzido de: CriptoNoticias