O desenvolvedor da criptomoeda Monero, Riccardo Spagni, desmentiu através do Twitter uma nova revelação da suposta verdadeira identidade de Satoshi Nakamoto, feita pela agência de relações públicas Ivy McLemore & Associates (IM & A).

A negação de Spagni foi a resposta a um tweet de Ivy McLemore, quem já na sexta-feira 16 tinha realizado um anúncio no qual assinalava que «o visionário criador de Bitcoin revelaria sua identidade» nesta segunda-feira 18, e acrescentava que divulgaria os fatos como seu país de origem, educação, antecedentes professionais e por que ele ainda não moveu nenhum de seus 980.000 bitcoins.

“Ey @ivymclemore, Bilal Khalid não é Satoshi Nakamoto. Divirta-se promovendo tua “revelação” enquanto teu nome é arrastado pela lama”, disse Spagni no tweet no qual desmentiu a McLemore, que gerou uma estendida reação de críticas aos argumentos de McLemore que aprovavam a Khalid como Nakamoto. Muitas das respostas assinalavam contradições e inconsistências nas afirmações de McLemore.

A publicação de Spagni esteve acompanhada de imagens onde demostrava porque Khalid não poderia ser o verdadeiro criador do bitcoin. A primeira captura de tela mostrava que Khalid registrou uma conta com o apoio do BCCI Group, cuja descrição em sua página web, conforme a captura de Spagni, era Blue Chip International (BCCI) e não o Bank of Credit and Commerce International, onde  Khalid teria combinado as letras que deram origem à palavra «Bitcoin».

Spagni salientou que o BCCI pertencia a Craig S. Wright e mais tarde o vendeu em 2011. Logo, em outra captura de tela, mostra como a empresa mudou de nome em 2014 chamando-se “The Boston Consulting Co International”, e assinala que dita mudança «não tem nada a ver com o Bitcoin».

A verdadeira identidade do criador do bitcoin segue sendo um enigma no mundo dos seguidores das criptomoedas. A maior polêmica em torno a isso tem sido gerada por Craig S. Wright atribuindo-se dita identidade que tem sido negada em varias investigações.

Embora Wright segue dando declarações como o verdadeiro Nakamoto, há um ano Peter R. Rizun, do Bitcoin Unlimited, publicou uma série de documentos nos quais assegurava que se tratava de uma atribuição de identidade falsa e que o desenvolvimento de uma investigação sobre a blockchain era uma cópia de um trabalho de Wen Liu e Jinting Wang.

 

Traduzido de: CriptoNoticias.