Recentemente foram descobertos na Ucrânia equipamentos de mineração dentro da uma usina de energia nuclear, ao realizar-se uma operação liderada pela agência de contra inteligência de Ucrânia.

De acordo com os relatórios de uma mídia local, em 10 de julho o Serviço de Segurança de Ucrânia (SBU) confiscou da usina de energia nuclear do sul de Ucrânia seis placas de vídeo GPU Radeon Rx470, uma placa-mãe, suplementos de energia, cabos de extensão, dispositivos USB, discos rígidos e unidades de resfriamento, os quais se localizam dentro da fábrica.

Todos esses equipamentos apreendidos estavam localizados em um único escritório, identificado com o número 104 na ala administrativa, separado das instalações de energia da empresa estadual Energoatom.

A usina de energia nuclear é registrada como um segredo de Estado, pelo que os equipamentos externos de computação não estão autorizados para entrar na propriedade.

No mesmo dia, um ramo da guarda nacional da Ucrânia descobriu equipamentos adicionais de mineração de criptomoedas na mesma usina nuclear. Nesta operação de busca se descobriram 16 placas de vídeo GPU, 7 discos rígidos e 2 memorias de estado sólido e roteadores.

O uso da GPU decaiu na comunidade de mineiros de criptomoedas, à medida que equipamentos mais especializados foram introduzidos no mercado.

Desconhece-se que tipo de criptomoedas estava sendo minadas com os equipamentos apreendidos. O serviço de Segurança da Ucrânia não deu respostas ás perguntas da imprensa.

Conforme relatórios, os ativistas da aliança cibernética de Ucrânia organizaram um flash mob em 2017 com a tag #fuckresponsibledisclousure, para levantar preocupações sobre questões de segurança em Energoatom.

 

Versão traduzida do artigo de Daniel Kuhn, publicado no CoinDesk.
Imagem destacada por verve / stock.adobe.com
Traduzido de: CriptoNoticias