A SEC tem apresentado uma demanda de emergência perante a Corte Federal no Brooklyn, para prevenir que Reginald Middleton e Veritaseum (tokens VERI) gastem USD 8 milhões obtidos numa ICO, que conforme alega a autoridade foi realizada de maneira fraudulenta entre 2017 e a princípios de 2018.

A SEC alega em sua demanda que Veritaseum fez “tergiversações e omissões materiais” sobre a oferta dos tokens VERI, “enganando propositalmente” aos investidores sobre o sucesso inicial do negócio e sobre a demanda de parte dos investidores dos tokens VERI, e também por manipular o mercado para incrementar o valor do token, e assim incrementar o interesse dos investidores.

De acordo com a SEC, Middleton tentou escapar dos requisitos de registro da SEC, ao caracterizar VERI como “comissões pré-pagos”, “software” ou “cartões de presente.”

Tal como estabelece a demanda:

Sendo consciente da aplicação das leis de segurança de federal a VERI, o demandado chamado token de “valor”, pretendia que os supostos usos do token VERI fossem vários como (1) uma “comissão pré-pago” que poderia ser trocado por serviços “de consultoria e recomendações” e poderia ser usado para comprar o “acesso ilimitado à investigação”, (2) uma “chave universal para obter acesso aos Contratos Diretos P2P de OTC de Veritaseum”, e (3) um meio para aceder “ aos Pools de Exposição de Ativos Herdados de Veritaseum.

De fato, a demanda da SEC alega que os tokens VERI simplesmente eram valores, não tinha “pools de ativos legados” ou “serviços de consultoria”. Ademais, as promessas sobre os produtos “prontos para enviar” eram falsas, assim como as supostas vendas a investidores institucionais.

O qual parece ter precipitado a apresentação da demanda, em parte, é que logo de que a SEC lhes dissesse aos advogados dos demandados que era provável que recomendassem apresentar uma ação de execução, os demandados «moveram mais de USD 2 milhões dos rendimentos restantes da oferta, desde um endereço do blockchain que controlavam para outra endereço, e usaram uma porção destes fundos para comprar mais metais preciosos». Quando o pessoal lhes solicitou que não gastassem mais dos fundos da SEC, os demandados se negaram.

A demanda alega que os demandados participaram numa fraude de valores sob a Lei de Valores Mobiliários e a Lei da Bolsa de Valores, a oferta e venda não registrada sob a Lei de Valores Mobiliários e a manipulação do mercado sob a Lei da Bolsa de Valores.

No momento de escrever a nota, o preço do token VERI tem baixado mais de 60%.

Versão traduzida do artigo de Stephen Palley, publicado no The Block.
Imagem destacada por qingwa / stock.adobe.com
Traduzido de: CriptoNoticias