Durante o 2017 a vertiginosa subida de preços no mercado de criptoativos desatou euforia e curiosidade entre muitos investidores que anteriormente não se tinham fixado nas criptomoedas, causando uma proliferação de fundos especulativos (hedge funds) para facilitar os investimentos neste mercado. Mas perante a forte queda nos preços dos criptoativos que se tem experimentado durante os últimos meses, muitos destes fundos se viram afetados negativamente, tendo inclusive que fechar operações.

Conforme fontes de Bloomberg, ao menos uns 9 fundos têm tido que fechar suas portas no que vai de ano. E alguns deles, como é o caso de Crowd Crypto Fund, têm fechado suas páginas web e contas em Twitter e Facebook. Por exemplo, o fundo Alpha Protocol decidiu publicar uma mensagem no que explica que devido aos riscos regulamentares e riscos de mercado decidiram que um reembolso a seus colaboradores privados era sua melhor opção.

Nos últimos meses o mercado das criptomoedas tem experimentando uma clara tendência em baixa. Ao momento da edição deste artigo o preço do Bitcoin, a principal moeda do mercado, se localiza em $7.024,30 um de seus níveis mais baixos desde inícios do passado novembro.

Esta depressão no mercado tem batido duramente aos fundos que investem em criptomoedas. De fato, conforme dados de EurekaHedge, o retorno que têm outorgado estes fundos a seus investidores no que vai de ano se localiza em -23,31%. Por isso, que alguns fundos especulativos decidiram fechar suas portas não é uma surpresa; e alguns outros fundos, embora não têm decidido fechar operações, se viram forçados a tomar ações em frente a este mercado em baixa.

Tal tem sido o caso de Polychain Capital, um dos fundos especulativos maiores relacionados com as criptomoedas, que decidiu o passado janeiro não proceder com sua oferta pública (IPO).

Também, a criação de novos fundos especulativos tem diminuído significativamente no que vai de ano. Em comparação com os 167 fundos que foram inaugurados durante o passado ano 2017, 20 fundos inaugurados em 2018 é uma cifra bastante baixa. Isto, segundo fontes de Bloomberg. Tal parece que o mercado em baixa tem acalmado um pouco os ânimos dos investidores e por isso se nota uma diminuição na quantidade de novos fundos que ingressam ao mercado.

No entanto, isto não significa o fim dos fundos de investimento relacionados ao ecossistema blockchain. Ainda existem vozes otimistas nesta parte dos mercados financeiros. Por exemplo, o presidente de CBOE Global Markets, Chris Concannon, quem afirmou há poucos dias que a chegada de fundos de investimento cotizáveis (ETF) são o seguinte passo a esperar-se na evolução do Bitcoin. Também, outros afirmam que o revolucionário potencial da tecnologia blockchain inevitavelmente impulsionará o preço das criptomoedas num futuro.

 

Traduzido de: CriptoNoticias