O segundo halving de Litecoin ocorreu finalmente na madrugada desta segunda-feira 5 de agosto, quando se acrescentou o bloco 1.680.000 da cadeia. Com esse evento, as recompensas destinadas aos mineiros da rede se reduziram de 25 litecoins (LTC) a 12,5 LTC por cada bloco adicionado. É claro que pelo menos no curto prazo, os ganhos pela mineração se veem afetadas perante um halving, mas, como isso influenciou neste caso aos mineiros em Litecoin?

A divisão de investigação da casa de câmbio Binance, Binance Research, apresentou na segunda-feira um gráfico no qual se vê o declínio abrupto dos ganhos na rede no momento de alcançar o bloco programado para a redução de recompensas da mineração.

Este elemento influiu no aumento de preço da criptomoeda que na noite deste domingo se localizava em USD 94, e foi subindo na madrugada até superar os USD97 durante as primeiras horas da manhã, posterior ao halving.

Nos dados do Live Coin Watch, pode-se ver que mesmo em torno do meio-dia o LTC chegou a ficar acima de USD 104. O preço caiu novamente, mas no momento da redação desta nota está em USD 99,5, com aproximadamente um 5% de aumento nas últimas 24 horas.

Normalmente, as datas de halving  são precedidas ou seguidas por um incremento no preço da criptomoeda. No caso da Litecoin, este ano o incremento acompanhou o aumento no restante do mercado, liderado pelo bitcoin.

Por isso, resulta difícil avaliar se o incremento está diretamente relacionado com o halving, especialmente porque o aumento percentual da criptomoeda esta abaixo do bitcoin, a principal criptomoeda do mercado, durante as últimas 24 horas. Esta última tem ganhado cerca de 8% em seu valor nesse período.

Perspectivas para o poder de processamento

Nos dados da Binance Research, o poder de processamento para a mineração ou hash rate de Litecoin tem crescido consideravelmente nos últimos meses prévios ao halving. Logo de começar este 2019 abaixo dos 200 THz/s, ao alcançar o bloco programado para a redução das recompensas por bloco, o hash rate já supera os 400 THz/s.

Nem todos na comunidade de Litecoin são otimistas quanto ao futuro próximo em termos de mineração. De fato, alguns prognósticos falam de uma próxima queda de entre 20% e 30% do hash rate. Eles argumentam que a diminuição na rentabilidade da atividade da mineração faria com que um importante grupo de mineiros saísse da rede. Para que não se dê esta situação deve haver um aumento considerável no preço de LTC, dizem vários analistas.

Por enquanto, a tendência tem sido um crescimento constante. De acordo com dados do BitInfoCharts, desde meados do mês de junho, o poder de processamento não caiu abaixo de 400 TH/s.

Imagem destacada por mazhor / stock.adobe.com
Traduzido de: CriptoNoticias.