Na quinta-feira 29 de março se soube que Intel, o maior fabricante de circuitos incorporados do mundo, teria apresentado perante o Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos EUA uma solicitação de registro para patentear um hardware acelerador para a mineração de Bitcoin, que seria capaz de melhorar o processo de mineração e reduzir a quantidade de energia que este requer.

Intel tem apresentado a patente por um “Acelerador de hardware de mineração de Bitcoin com compêndio optimizado de mensagens e programador de mensagens Datapath”. É necessário destacar que, ainda que o aplicativo se fez público este 29 de março, o documento foi apresentado perante as autoridades em setembro de 2016. Neste documento Intel explica que pode melhorar o processo de mineração ao reduzir o consumo de energia, fazendo-o mais eficiente e menos custoso.

Devido a que o software e hardware utilizado na mineração de Bitcoin usa força bruta para realizar repetidamente e infinitamente funções de SHA-256, o processo de mineração de Bitcoin pode requerer muita energia e utilizar grandes quantidades de espaço de hardware. As formas de realização descritas neste documento otimizam as operações de mineração de Bitcoin, ao reduzir o espaço utilizado e a energia consumida pelo hardware de mineração do Bitcoin.

Intel

Intel explica neste documento que seu hardware seria capaz de reduzir o consumo de energia até um 35%, em comparação com outros processadores de uso generalizado. Ademais, Intel sugere que este hardware não esta destinado exclusivamente a circuitos integrados de atribuição específica (ASIC por suas siglas em inglês), senão também a processadores e plataformas.

Pelo que este “acelerador” poderia ser aplicável a uma grande variedade de estações de mineração de Bitcoin. No entanto, até os momentos as autoridades não têm emitido um comunicado oficial sobre a aprovação ou negação desta patente.

Há poucos dias outra solicitação de patente relacionada à tecnologia blockchain foi introduzida perante as autoridades americanas, já que o serviço postal dos EUA introduziu uma solicitação de patente na que se descreve uma “infraestrutura digital que possa oferecer serviços seguros de mensagens e de autenticação”, que inclui a tecnologia blockchain como um de seus componentes.

 

Traduzido de: CriptoNoticias