Nesta semana a comunidade de Dash aprovou a contratação da empresa de analistas de seguridade Bugcrowd, junto com uma boa recompensa para a caçada de bugs para encontrar vulnerabilidades na blockchain de Dash.

Desde meados de mês de junho, o CEO de Dash Incubator (empresa incubadora de projetos baseados em Dash) e um usuário ativo da comunidade de Dash, Jim Bursch, promoveu esta iniciativa para a contratação de Bugcrowd, uma companhia encarregada de gerir programas de recompensas para a caça de bugs (erros de programação) com uma equipe reconhecida de analistas de seguridade.

Dita iniciativa foi aprovada e há começado seu financiamento esta semana pela comunidade Dash.  O programa começará a partir deste 8 de agosto, inicialmente de maneira privada com um grupo de peritos escolhidos pela companhia  e em pelo menos um mês vão a lançar o programa de recompensas de maneira publica para que qualquer hacker especialista em seguridade participe. O programa durará inicialmente por um ano e o estão financiando com 990 Dash (Aproximadamente $190 milhões ).

Em vista do inicio a esta iniciativa o atual CEO de Dash Core, Ryan Taylor, declarou em seu comunicado de imprensa as razões pelo qual se tomaram estas medidas.

À medida que Dash ganha mais atenção geral, identificar e corrigir vulnerabilidades é absolutamente imperativo. Os programas de recompensas de bugs atraem novos olhos para revisar o código, o que garante que os hackers de chapéu branco ajudem a identificar qualquer falha de seguridade. Oferecer fortes incentivos para atrair programadores experientes é uma das muitas ferramentas que termos a nossa disposição para assegurar que a base do código de Dash seja o mais robusta possível.

Ryan Taylor

Diretor executivo, Dash Core

Medidas como estas se estão fazendo mais comuns, ao apresentar-se falhas de segurança em alguns projetos blockchain, que tem gerado perdas de milhões de dólares, como o caso das wallets Parity e em ofertas iniciais de moedas (ICO, por as suas siglas em inglês), como o caso de CoinDash. Em outras medidas, projetos como Augur têm contratado auditores de seguridade informática para revisar seu token e recentemente se estão concentrando mais esforços em desenvolver estudos adicionais em ferramentas de programação mais seguras.

Traduzido de: CriptoNoticias