Cada vez que temos mais dados, e menos lugares onde armazená-los. Uma máxima dos viciados ao computador, embora este problema não é alheio para o resto da população. Quantos de nós temos encontrado com esse chato símbolo de pouco espaço em nossos dispositivos. Talvez alguns pensem “Mas tenho um equipamento de uma alta gama de 128 Gb de memoria interna”, pois tranquilo, em 2009 ter 2 gigabytes de armazenamento em nossos dispositivos foi um exagero, e ter uma memória expansível de 4 Gb foi um desperdício de espaço. Então, calma, algum dia te fará falta guardar em outro lugar os teus arquivos, já que os teus 128 Gb estarão repletos.

Diariamente a quantidade de dados criados aumenta, e o problema é: onde armazená-los.  Uma das opções da última década tem sido o armazenamento na nuvem, uma excelente opção, mas não a custos muito baixos, nem tão pouco tão seguro. Opções como iCloud da Apple oferecem serviços de armazenamento de 2 terabytes por apenas  $ 20 por mês. Econômico não? Mas há um precedente que muitas famosas do Hollywood lembram muito bem. Em março do 2017 mais de 300 milhões de contas do iCloud foram hackeadas, e o seu conteúdo “explícito” foi publicado na internet. Agora, você tem certeza de que convém este tipo de opções?

De este modo, o que você pensaria se pudesse pagar a mesma quantidade de armazenamento por uma fração do preço original, e ademais contar com que os seus dados seriam armazenados nas redes criptografadas e descentralizadas?  Pois não, não falamos de fantasia, o sevicio de armazenamento Sia o oferece.

Sia é um serviço de armazenamento que divide em partes os teus arquivos e os compartilha em a sua própria blockchain, alcançando, em primeiro lugar, que não tenha intermediários nem pessoas alheias a nós mesmos que possam ver os nossos dados. Da mesma forma nossos arquivos, no caso de qualquer nó da rede falhe, se encontrarão simultaneamente distribuído em todos os nós da rede; ou seja, não há nenhum risco de perda. Finalmente, temos que devido à nossa criptografia que recebem os nossos dados, só possuímos a chave para poder visualizá-los. Sintetizando: é um serviço de armazenamento em redes blockchain que oferecem uma alta segurança e baixos custos.

Mas quão baixo são os custos? Vejamos a seguinte tabela comparativa colocando como margem de armazenamento 5 Terabyte.

largura-banda-custos
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

largura-banda-custos
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Quadro comparativo de preços sobre os custos mensais entre diferentes provedores de serviços de armazenamento na nuvem.

Como vemos, podemos ter uma poupança de até 90% e também tem a vantagem de que nossos dados não se verão comprometidos.

Tendo claro agora o que é Sia, é hora de prova-o.

Baixar e instalação de SIA

Para começar, devemos baixar o cliente para criar um nó na rede Sia, por isso vamos ir ao portal principal de Sia; no menu superior clicamos em “Downloads” e descarregamos a versão para nosso sistema operativo. Deve ter-se em conta uma coisa: este tutorial se concentra na seção de armazenamento de dados na rede de Sia, mas Sia também oferece serviços de Host, software para minar Siacoins, bem como o API de Sia para implementações. É por isso que ao momento de descarregar devemos selecionar os arquivos que estão sob a seção SIA-UI.

Depois de descarregar o arquivo, descomprimimos a pasta e executamos o arquivo Sia-UI que abrirá o seguinte.

Aqui encontraremos a interface principal do Sia, onde podemos administrar a nossa carteira de Siacoin e arquivos localizados na rede. De igual modo também controlaremos as subscrições á os serviços de armazenamento de Sia. No canto superior direito, ao momento de iniciar, vamos ver uma barra que indica que Sia está sincronizando com o seu blockchain; Isso pode demorar um bom tempo dado o tamanho que tem esta rede, então não se desespere, tudo depende da velocidade de Internet do teu provedor.

site-sia-principal
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

site-sia-principal
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Interface principal Sia

O primeiro que há que fazer em todo este processo é criar uma carteira e fazer-nos com um pouco de Siacoin. Mas o que é Siacoin? É a criptomoeda própria da plataforma, a qual é utilizada para pagar os serviços que Sia oferece, como por exemplo: os serviços de armazenamento.

Sabendo disto, vamos criar-nos uma carteira a partir da aplicação, para isso clicamos no menu lateral sobre “Wallet” que mostrará o seguinte.

Nova- Siacoin, carteira
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Nova- Siacoin, carteira
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Interface principal da Sia

Aqui, por ser a primeira vez, faremos clic “Create new wallet” e irá gerar-nos uma nova carteira.

Recuperação_Siawallet_frase
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Recuperação_Siawallet_frase
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Lembrar sempre manter esses tipos de senhas em meios físicos, tais como: anotado em papel

As frases que aparecem no ecrã, correspondem às nossas frases de recuperação. Estas devem ser protegidas em um lugar seguro, para que em caso de querer restaurar a nossa carteira em outro dispositivo, seja possível através destas palavras. É aconselhável armazenar estas palavras em um meio físico, como um papel, evitando assim o roubo por hackers.

Ao ter copiado as nossas frases de recuperação, vamos clicar no botão inferior onde ingressaremos as palavras copiadas anteriormente, incluindo os espaços entre as palavras.

Recuperação_wallet_Sia_Confirmação
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Recuperação_wallet_Sia_Confirmação
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Lembrar inserir a nossa frase e respeitando os espaços entre as palavras.

Faremos clique em “Unlock” e esperaremos uns minutos até que a nossa carteira seja desbloqueada.

Sia_criada_carteira
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Sia_criada_carteira
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Carteira pronta para usar

Já temos nossa carteira preparada. É momento de obter um pouco de Siacoin, com o qual podemos comprar espaço de armazenamento na plataforma. Devemos levar em conta que 1 Tb custa ~ 500 SC que é cerca de US$ 5 ao cambio do preço atual do bitcoin (2500). Para obter Siacoin podemos seguir os seguintes passos:

Primeiro passo: Mudar a nossa moeda fiduciária ou moeda em circulação por bitcoins, isso podemos fazer em portais como Localbitcoins. No caso que já tenhas bitcoins pular este passo.

Segundo passo: Trocar nossos bitcoins por Siacoin. Para fazer isso, vamos usar casas de câmbio como Poloniex, Shapeshift ou Bitsquare.

Terceiro Passo: Transferir os Siacoin a nossa carteira. Para obter o endereço da nossa carteira, temos que escolher sobre o menu da nossa carteira, a opção Receive Siacoin, que mostrará um quadro de dialogo com o endereço.

Já com os Siacoins em nossa carteira, estaremos preparados para começar a armazenar arquivos.

Carregar arquivos em SIA

Para começar a carregar arquivos precisamos fixar uma atribuição, isto é, designar uma quantidade de Siacoin que será utilizado para carregar e descarregar arquivos em Sia, isto quer dizer que cada subida ou descida de arquivos equivale a um custo em Siacoin. Esta atribuição tem a duração de 3 meses e automaticamente se renova á metade do período.

É o momento de realizar a nossa primeira atribuição; para isso faremos clique no menu superior em “File” sobre “Create Allowanse”.

Atribuição-criar-Sia
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Atribuição-criar-Sia
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Este é o primeiro passo para começar a enviar arquivos para a rede

Em este quadro devemos colocar a quantidade de Siacoin para a atribuição correspondente. Não importa que este montante exceda o disponível em nossa carteira; lembre-se que esta atribuição é só definir quanto espaço será necessário.

Antes de continuar, entendamos que são os contratos em Sia: Os contratos são acordos entre o cliente e o provedor do serviço de armazenamento, considerando que nesta rede são os próprios usuários quem oferecem o espaço de armazenagem. Esses contratos são criados automaticamente após da fixação da atribuição, e são renovados, como já contamos antes, a metade do período de aluguel.

Bem, tendo claro isto, como estávamos mencionando, não importa que a atribuição de Siacoin supere os nossos fundos na carteira, já que Sia utilizará a quantidade disponível de fundos para criar a maior quantidade de contratos possível.

Por outro lado, temos que Sia requer um mínimo de 20 contratos para poder subir arquivos, isto com o fim de dar maior redundância aos nossos dados e ter uma taxa de perda muito baixa, graças ao algoritmo de armazenamento Sia. Isto se deve a que em tal caso que um dos nós de armazenamento falhe, o nosso arquivo possa ser reconstruído a partir de qualquer dos outros restantes.

Continuemos. Logo de ter colocado a quantidade faremos clique sobre o “Accept” e esperaremos que sejam criados os contratos correspondentes á atribuição. Imediatamente, em nossa carteira vamos ver vários movimentos.

Sia_carteira_movimento
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Isto só significa que estamos descontando o custo de cada contrato. Se você colocou uma quantidade maior do Siacoin ao disponível na sua carteira, estes se deterão no momento que já não haja mais fundos disponíveis na nossa carteira. No caso de que você quiser adicionar mais contratos, e a quantidade de atribuição que colocaste é maior á disponível na tua carteira ao momento de cria-la, só deves adicionar mais fundos a tua carteira para que se gerem novos contratos; em caso contrário, deves criar uma nova atribuição.

Sia_atribuição_contratos
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Sia_atribuição_contratos
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
Aqui, a atribuição foi fixada e foram criados os contratos correspondentes

Isto que vemos é a nossa interface de armazenamento pronta para subir arquivos. Como podemos ver na parte superior, encontramos os contratos que se pudessem criar a partir dos nossos fundos disponíveis, bem como o montante de Siacoin gastados, e atribuição que lhe colocamos, em nosso caso foram 1000.

Para começar a subir arquivos, precisamos de pelo menos 20 contratos. Se assim for, vamos clicar em Upload Files.  Ao passar o mouse sobre o botão se estenderá um menu: no caso de que queiramos subir a pasta completa, faremos clique em Upload Folder; no caso de só subir o arquivo único, faremos clique sobre o botão menu. Logo se estenderá um quadro de seleção, onde somente procuraremos o arquivo.

Na seção de File Transfer poderemos ver o status dos arquivos que estão sendo carregados ou baixados da rede. Também encontramos uma lista que mostra os nossos arquivos na rede.

Carregando_pronto_arquivo
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Carregando_pronto_arquivo
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
O arquivo apesar de que seja pouco pesado, pode demorar em sincronizar com a rede.

Para baixar, modificar ou eliminar o nosso arquivo, só devemos fazer clique sobre alguns de estes e se nos estenderá o menu na parte inferior.

Sia_arquivo_modificar
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Sia_arquivo_modificar
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
A partir deste menu você pode baixar o arquivo, renomear ou suprimi-lo.

Ao momento de descarregar pode demorar um pouco, devido a que se devem sincronizar e encontrar entre os teus provedores de armazenamento o arquivo para logo reconstruí-lo e baixa-lo, lembrando que o arquivo é dividido em partes através da rede.

OPINIÕES SOBRE SIA

Em quanto aos custos, Sia não tem competência. É um dos serviços mais econômicos do mercado de armazenamento na nuvem. A isto se suma a sua segurança e a garantia de que os nossos arquivos não se perderão graças a que são armazenados simultaneamente em diferentes nós. Da mesma forma, se encontram em anonimato sobre os arquivos: dado que só nós mesmos podemos visualizá-los, não há forma de que outras entidades os revisem ou eliminem, como acontece com outros serviços de armazenamento.

Embora nem tudo pode ser de cor-de-rosa. Uma das principais desvantagens que tem Sia é o tempo de sincronização com o seu blockchain, isto pode demorar semanas dependendo de quanto tempo dure ativa a aplicação e a velocidade da Internet com que contemos. Da mesma forma, está o fato de que não podemos criar pastas compartilhadas, e por os momentos Sia não existe para os dispositivos móveis.

Por outro lado, para evitar maus momentos, devemos utilizar sempre a ultima versão do cliente de Sia. Não precisamos fazer muito, só descarregar e abrir o arquivo mais atualizado, e este já abrirá com a mesma configuração do anterior. Isto se deve a que a plataforma pode apresentar alguns erros ao usar versões anteriores.

Apesar destas desvantagens claras, estas não removem todo o potencial que oferece Sia. Lembremos que as tecnologias descentralizadas blockchain estão em plena expansão, e as confirmações imediatas das suas transações é apenas uma questão de tempo. Só fica de nossa parte testá-las.

Traduzido de: CriptoNoticias